Voltar 

As danças tradicionais e populares de Sernancelhe

       

 


 

 

 


As danças tradicionais e populares cá pelo nosso concelho têm sido introduzidas pelos ranchos folclóricos que se têm vindo a formar nos últimos anos e pela memória das pessoas mais idosas.

Constituíram uma prática da sociedade que se foi extinguindo, mas que nos pode ensinar ainda muito, sobre a situação económica que os nossos antecessores tinham, a forma como usavam as suas vestimentas, as profissões que tinham, como e para que se movimentavam de uma região para outra, o clima e variantes geográficas, os instrumentos e materiais que usavam, os produtos que produziam.


Também nos permitem saber, por exemplo, a forma como se relacionavam socialmente, o modo como glorificavam os seus sentimentos, como lidavam com a religião, o nascimento, a morte, a depressão, o bem estar, o namoro e o casamento.


E, ainda, nos evidenciam aspectos muito mais apurados e engrandecidos como entender as formas de celebração, convívio e divertimento, as formas de expressão da arte, incutir-nos a sentir os perfumes ou, ainda, a imaginar as situações do amor ou ódio.


Valorizar e preservar a nossa cultura tradicional e popular é descobrir quem somos, porque somos assim, para podermos saber o que queremos ser. 


Um elemento muito válido em Sernancelhe, a professora Dulce Sobral da Faia ao longo dos últimos anos tem transmitido à população e por diversas acções o ensino dos saberes tradicionais, construindo e reconstruindo conhecimentos, levando a todos a responsabilidade da transmissão de toda esta herança cultural, tornando-se assim num forte elo de continuidade e enriquecimento, unindo assim, com já é notório, as várias gerações presentes num percurso civilizacional e cultural original

 

   
   
   

 

  Voltar