Voltar 

Salvaguarda da cultura popular e tradicional, designadamente as danças.


   


Neste mundo actual, de rápidas transformações e de globalização muitas vezes não sabemos para onde avançamos e já muitos de nós, não possuímos informações das nossas raízes.

A actualidade oferece-nos tantas pretensões que não temos tempo nem vontades em conhecer os hábitos, costumes e tradições dos nossos antepassados. Mas este conhecimento é essencial para a compreensão das nossas raízes, como testemunhos com valor de civilização e de cultura, com significado para a nossa identidade individual e da colectividade, como meio para nos encontrar-mos melhor no encontro com as outras posturas e culturas e na repartição de novos futuros.

Porém, às vezes, não os valorizamos, pois é difícil gostar daquilo que não se conhece.

 

             
 

Danças tradicionais e populares

 

O nosso Património Cultural

 
  As danças tradicionais e populares cá pelo nosso concelho têm sido introduzidas pelos ranchos folclóricos que se têm vindo a formar nos últimos anos e pela memória das pessoas mais idosas.   O nosso património cultural muito sui generis da nossa cultura tradicional a que todos nós, homens de Sernancelhe, estamos já atentos e consideramos como parte da nossa identidade colectiva.  
             

Temos obrigação de salvar tudo aquilo que ainda é susceptível de ser salvo, para que os nossos netos, embora vivendo provavelmente num Sernancelhe diferente do nosso, se conservem tão Sernancelhenses como nós e capazes de manter as suas raízes culturais mergulhadas na herança social que o passado nos legou.


Dulce Costa Sobral, o primeiro elemento à direita na foto anexa, impulsionadora da investigação, preservação e dinamização do património cultural de Sernancelhe, na área artesanal de rendas e bordados, nas danças tradicionais e populares e nos usos e costumes de Sernancelhe.  

                       
                                 

 

 

  Voltar